29 fevereiro 2012

Já não corro mais atrás . Aprendi a respeitar a faixa de pedestre do meu coração

SOCORRO.CHEGOU O DIA DA PESAGEM AFF..

27 fevereiro 2012

26 fevereiro 2012

Eu não quero promessa de eternidade, como já quis um dia, eu só quero viver o ‘hoje’ tranquila. Eu não quero ninguém ao meu lado, por medo de solidão.
Eu quero alguém perto, por vontade de estar...

FAXINA NA ALMA...



Estava precisando fazer uma faxina em mim... Jogar alguns pensamentos indesejados para fora, lavar alguns tesouros que andavam meio enferrujados... Tirei do fundo das gavetas lembranças que não uso e não quero mais. Joguei fora alguns sonhos, algumas ilusões... Papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca darei; Joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que não li. Olhei para meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas... E as coloquei num cantinho, bem arrumadas. Fiquei sem paciência!... Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão: Paixões... Veja mais escondidas, palavras horríveis que nunca queria ter dito, mágoas de um amigo, lembranças de um dia triste... Mas lá também havia outras coisas... e belas! Um passarinho cantando na minha janela... aquela lua cor-de-prata, o pôr do sol!... Fui me encantando e me distraindo, olhando para cada uma daquelas lembranças. Sentei no chão, para poder fazer minhas escolhas. Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou. Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima, pois quase não as uso, e também joguei fora no mesmo instante! Outras coisas que ainda me magoam, coloquei num canto para depois ver o que farei com elas, se as esqueço lá mesmo ou se mando para o lixão. Aí, fui naquele cantinho, naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: o amor, a alegria, os sorrisos, um pouco de fé para os momentos que mais precisamos... como foi bom relembrar tudo aquilo! Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, coloquei perfume na esperança, passei um paninho na prateleira das minhas metas, deixei-as à mostra, para não perdê-las de vista. Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças da infância, na gaveta de cima as da minha juventude e, pendurada bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar... e de recomeçar...
(Christina Gonçalves)

23 fevereiro 2012

Às vezes você sente saudade de pessoas que não deveria nem lembrar do nome.

13 fevereiro 2012

‎"Desaprender para aprender. Deletar para escrever em cima.
Houve um tempo em que eu pensava que, para isso, seria preciso nascer de novo, mas hoje sei que dá pra renascer várias vezes nesta mesma vida. Basta desaprender o receio de mudar"

Martha Medeiros

Que ódioooooooooooo




Palhaçada... aff

11 fevereiro 2012

Basicamente isso...

foto de Michael Deutsch.

Sempre tive as palavras certas nas horas certas. Sempre foi fácil colocar tudo aquilo que pensava, que sentia, em uma pedaço de papel. Mas agora eu não sei mais. É a primeira vez que paro pra pensar nessas coisas nesse ano. E tudo parece tão simples, mas ao mesmo tempo tão complicado. São tantas as sensações, os sentimentos, sinto todos tão juntos e tão diferentes dentro de mim.
As vezes sinto medo das coisas que eu venho sentindo e as vezes essas mesmas coisas me dão coragem pra enfrentar o dia. Tive, até hoje, medo de ser mais gentil, de ser mais amável, de mostrar meus sentimentos. E as vezes, esses mesmos sentimentos que eu quero tanto esconder ficam tão a mostra. Talvez eu não demonstre da maneira certa, ou talvez não há maneira certa de demonstrar. A gente perde tanto tempo pensando, decidindo, com medo de errar, de se machucar, e a vida vai passando, o tempo vai passando e aproveitamos cada vez menos das coisas que poderiam nos fazer mais felizes. Viver não é difícil, mas a gente, de alguma forma, sempre quer que seja. Queremos sempre controlar o futuro, coisa que não há como. Eu tive um sonho esses dias, onde alguém dizia pra mim que eu estava tentando controlar algo impossível, pois o futuro não pertence só a mim, mas também pertencem aos que irão participar dele. Não são só minhas escolhas. É um conjunto de escolhas de todos aqueles que participam da minha vida. Acordei pensando nisso, e de alguma forma, quem quer que tenha me dito isso, nesse sonho, tinha razão. A gente quer ter controle de tanta coisa, inclusive do que as pessoas sentem. Engraçado. Estar vivo é algo frágil. A gente está sempre batendo de frente com a morte todos os dias e nem se dá conta disso. Se ainda estamos vivos, é porque podemos e temos as armas certas pra viver. Podemos transformar nossa vivência em algo bom.
Antes eu procurava a felicidade em coisas grandes, em grandes conquistas. Hoje me dei conta que ela não está em nada disso, visto que felicidade não é um destino, mas um estado de espírito. É impossível estarmos felizes 24 horas por dia, mas, se os sentimentos que consideramos ruins não existissem, esse estado de espírito tão almejado jamais faria qualquer sentido em nossas vidas. Mas faz, pois, na vida, tudo tem hora pra acontecer. E isso é o que há de mais curioso em viver. São quase sete bilhões de pessoas no mundo e as vezes uma, apenas uma tem a capacidade de virar nosso mundo do avesso. Que força é essa? Será que todo aquele papo de destino existe, de fato? Quando falo de pessoas que mudam nossa vida, não me refiro exatamente a grandes amores, mas amigos, familiares. Que, já que toquei no assunto, são pessoas que eu tenho muito a agradecer. Que muitas vezes me tiram do sério com algumas brigas sobre coisas que faço ou que deixo de fazer, mas depois entendo que, se essas pessoas não se preocupassem comigo, jamais agiriam assim. Eu posso dizer que meus amigos são pessoas que as vezes colocam até a amizade em jogo pra falar aquilo que eu preciso ouvir. E sabe de uma coisa? Sou eternamente grata por isso.
Sou grata pela minha vida, pelos meus amigos, familiares e pessoas que fazem parte da minha vida, ou que fizeram em algum momento, até mesmo aquelas que não me fizeram bem, pois foi nesses momentos em que eu adquiri maturidade. Não trocaria minha vida pela vida de outra pessoa, por mais difícil que seja sobreviver nesse mundo louco, eu viveria tudo o que vivi de novo. Posso estar errada, ou não, mas, no momento, o que sinto é basicamente isso.

Tulipa Presentes & Cia

10 fevereiro 2012


‎"Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela.

09 fevereiro 2012

##Prontodesabafeii##

Hipocrisia, falsidade, segundas intenções, aproximação por interesse, mentiras, traições, punhaladas pelas costas, fofocas, intrigas. Eu me pergunto: idiotas são as pessoas por serem baixas ou idiota sou eu por ainda acreditar nelas? Hoje em dia, com gente sacana é assim: ou você se iguala e joga o jogo delas ou se engana bem. Porque, parece que a mente de certas pessoas passam pelo processo de “desvolução”, onde em vez de evoluírem, ficam cada vez mais idiotas.
Sabe o motivo de minha revolta meus amigos, uma amiga de um amigo me add no face, fez intrigas, fofocas, o nivel mais sujo e baixo que já vi...exclui ela uma vez e ela tornou me add, aceitei numa boa, mas infelizmente a BETTONI aqui não consegui engoli sapo por muito tempo, enfim eu não engulo essa droga ,jogo tudo pra fora mesmo doa a quem doe e novamente exclui essa infeliz, agora eu sou obrigada a assisti as falsidades calada.. me desculpe mais é demais pra mim... Se pra alguns tanto faz pra mim muito faz.. Não sou do grupo do deixa disso... então como dizem não cutuque onça com vara curta...
Pq eu digo, pessoas que vc não olha nos olhos e nunca viu o rosto, vc jamais saberá com quem esta lidando
Me desculpem.. sou assim e vou morre assim não sei se é um defeito ou qualidade, mas se ser verdadeira for defeito, então eu sou defeituosa...
##prontodesabafei##

Vou fica aqui com amigos verdadeiro que estão comigo na saúde e na doença, pq de lero lero eu to cheia...e decepcionada =(

Não mesmo


‎"tem coisa que eu deixo passar ,não vale a pena a dor de cabeça .tem coisa que não vale uma gastrite nervosa.entende isso ? não vale dor alguma, sacrifício algum.''

CAZUZA